quinta-feira, abril 08, 2004

Ironia do destino é isso aí: quando você está livre e desempedida sempre tem aquele carinha que você beijaria fácil. Ele, claro, ignora sua existência. Aí você começa a namorar e a coisa muda de figura. Não é que hoje um dos meus alvos de solteirice me deu a maior cantada? Eu fui totally blasè, não para dar o troco, mas porque além de ser apaixonada pelo meu bonitinho, nem naquela época teria sido grande coisa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário