segunda-feira, junho 27, 2005

Fim de semana light. Saí com mamãe e Fernandinha sábado. Domingo teve almoço em família, que eu fiz, e depois fui ver, finalmente, Star Wars. Gostei bastante!

quinta-feira, junho 23, 2005

De molho na quinta (e possivelmente na sexta)

Vamos combinar que a única coisa chata que acontece quando a temperatura muda é gripar. Eu raramente fico gripada e quando fico, rola um mau humor básico porque tenho que ficar quieta. Nada é mais perturbador do que ficar quieta!

Mas como para tudo há uma trilha e existe Toda Cura para Todo Mal, estou ouvindo e adorando o novo do Pato Fu. E essa é da pesada:

VIDA DIET
(John)

A gente se acostuma com tudo
A tudo a gente se habitua
E até não ter um lugar
Dormir na rua
A tudo a gente se habitua

Me habituei ao pão light
À vida sem gás
O meu café tomo sem açúcar
E até ficar sem comer
Sem te ver
A gente custa mas se habitua


Sem giz, sem água
Sem paz, sem nada

Não vai ser diferente
Se eu me for de repente
Se o céu cai sobre o mundo
E o mar se abrir
Em um inferno profundo

Se acostumou sem querer
Ao salto alto
Salário baixo, à vida dura
E até ficar sem tv
É bom pra você
Televisão ninguém mais atura


quarta-feira, junho 22, 2005

-Tá fazendo o que acordada até essa hora?
-Trabalhando.

Enquanto isso, a vida passa...

segunda-feira, junho 20, 2005

Mais um final de semana que voou...

Sempre achei que sexta deveria entrar no pacote. Nada mais justo do que trabalhar quatro dias e folgar três...Mesmo assim, deu apara aproveitar. Na sexta, eu e o Alê saímos pra jantar e depois ficamos em casa vendo A Ameaça Fanstasma, que eu já havia assistido no cinema, por isso e por causa do vinho, apaguei (não, ainda não vi A Vingança dos Sith). Acordamos tarde no sábado (ele não deixou eu ir para a academia. Básico) e vimos O Ataque dos Clones.



Almoçamos, dormimos e fomos ao cinema ver Melinda e Melinda.



E lógico que eu adorei, pois além dos diálogos inteligentes e momentos hilários, toda pessoa pode ser uma Melinda trágica ou cômica.

No domingo, almoçamos comidinha da mamãe e ficamos morgando até decidir ir aonde? Sim, ao cinema! Não rolou Star Wars por conta do horário. Então vimos Batman Begins. De longe, o melhor filme do homem-morcego do cinema!!!



E mesmo que o relógio pareça conspirar contra no sábado e no domingo, a melhor coisa é ficar cada segundo com meu bunitinho...

Ah, essa semana, finalmente, tenho consulta com a Dra. Cláudia. Chega de ficar descontrol...

sexta-feira, junho 17, 2005

Como eu previa, nesta semana muitas energias boas e ruins estão rolando soltas. Mas minha proteção é forte. Então, vou escrever banalidades. Ontem mesmo as duas vezes em que fui verificar meu e-mail me deparei com manchetes sobre o mesmo assunto na página inicial do site, que envolvia pessoas diferentes. Primeiro, "Michael Jackson quer as fotos de seu pênis de volta". Depois, "Ben Afleck mostra pênis em filmagem". Putz, esse povo do Terra só pensou naquilo?

segunda-feira, junho 13, 2005

Beat Acelerado

Fim de semana intenso! De sexta a domingo teve ralação na Saideira do Comida di Buteco. O auge foi no sábado, quando entrei em cena. Discotequei das dez a meia-noite e, ao invés de "15 minutos de fama" tive mesmo duas horas! Nunca fiquei diante de tanta gente. No gargalo estavam amigos do peito (como na música do Balão Mágico), família fofa, ex-colegas de faculdade, conhecidos e simpatizantes. O que assombrou foi saber que os dois galpões estavam lotados de gente delirando com o repertório. As meninas disseram que haviam ali mais de mil e quinhentas pessoas. No final, dei meu telefone para donos de casas noturnas, recebi muitos "parabéns". Foi surreal! Me senti "Filho de Pop Star, Pop Star é" (já que mamãe é sucesso absoluto entre os donos de buteco de BH). Estou pensando em levar mais seriamente minhas discotecagens esporádicas porque isso é que nem cachaça. Fotos em breve no Flog!

Bom, ainda no universo do meu repertório de sábado, ganhei o Almanaque Anos 80 e uma caixa com produtos da Lush, que eu amo, no Dia dos Namorados. Não rolou todo o ritual porque a data caiu num dia atípico. Melhor assim porque eu não suporto fila!

Voltando a butecagem, os vencedores deste ano foram:

- Casa Cheia (Mineirinho Valente)
- Bar do Zezé (Minas Lusitana)
- Bartiquim (Boi Molhado)

Meus olhos encheram d´água com a comemoração do Bolinha. Ele é o mais figura de todos e olha que ser figura é condição sine que non de dono de bar...

Agora vou tentar dormir porque a semana vai ser daquelas...

quinta-feira, junho 09, 2005

Nunca pensei que fosse parafrasear os Titãs novamente, mas aí vai: "o acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraída".

terça-feira, junho 07, 2005

Meus estágios de melancolia e desânimo possuem trilhas sonoras bem específicas. Como ultimamente não solto tantos foguetes ou estouro garrafas de champanhe (por questões que não vem ao caso explicitar a absolutamente ninguém), fico no encalço de Cds que teimam em sumir da prateleira sempre desorganizada. Estou ouvindo muito R.E.M/ Automatic for the people (Drive, Everybody Hurts), Radiohead/ OK Computer (No Surprises) e até o "Rei" Roberto Carlos (parece conta de mentiroso, mas meus sete Cds da fase Jovem Guarda). Este, espero, sinalize tempos melhores!

segunda-feira, junho 06, 2005

Pérola jornalística do dia

Estava eu ouvindo no rádio uma entrevista com o médico do Guga, que falava sobre a recuperação do tenista depois de uma cirurgia. Eis que vem a bomba: "Há chances do Guga ser o número um do mundo novamente? O André Agasi, por exemplo, foi um campeão e depois que se casou com a BROOK FIELDS amargou derrotas. Depois, voltou a ser bom"...

sábado, junho 04, 2005

Ontem meu dia valeu por toda semana. Começou super cinza e terminou ensolarado...

Trilha sonora do "momento trabalho" do final de semana

Interligado - Cachorro Grande

Eu sinto que tudo está interligado
Tudo que está acontecendo não é por acaso
Eu sinto a mesma coisa que você
Tudo que você vem dizendo eu já tinha sonhado

Eu sinto que tudo está interligado
Tudo que está acontecendo não é por acaso
Eu sinto que você é minha amiga
Mesmo muito longe de ti pareço estar do seu lado

Eu sinto que tudo está interligado
Tudo que está acontecendo não é por acaso
Eu sinto tudo fazendo sentido
Hoje sei porque estou aqui e como ainda estou vivo