quarta-feira, maio 27, 2009

Advogando em causa própria

Afinal, para se divulgar algo, tem que ser em todas as mídias em que estou disponível/online


Hoje eu discoteco no Casa Lounge Café. O tema é Phil Selway´s Birthday (baterista do Radiohead), que foi comemorado no último dia 23, quando eu estava num momento "lerê Comida di Buteco".

E por que eu estou convidando em cima da hora?

Bem, minha memória está que nem a da Dori ("Procurando Nemo"). Combinei com Rafashion, dono do Café, e ele me lembrou. Sei que meus amigos são pessoas que se animam para happy hour e não tem essa frescura de marcar com 5 dias de antecedência na agenda, que não precisam ir em casa trocar o rexona (afinal, não estamos no verão).

É bem verdade que hoje tem jogo - e não é qualquer um - do Cruzeiro. Já expliquei pro marido que lá não tem telão, portanto, imagino que o público será menor que o esperado por conta disso (não porque eu estou chamando em cima da hora).

Enfim, será uma noite ótima e vou até deixar pedirem música (desde que eu as tenha).

Lá agora aceita a família Visa. Para os que resmungarem que é fim de mês, etc.

Até às 19h30 entonces.

Rua Congonhas, 527, Santo Antônio.

segunda-feira, maio 18, 2009

Radiohead em estúdio

Da série: coisas que amenizam os dias de cão. A dica é de Rafashion e a notícia da Rolling Stone.

Radiohead, R.E.M. Hit the Studio to Work On New Albums

A pair of the biggest bands in rock, Radiohead and R.E.M., hit the studio recently to begin work on their next albums. While both groups are in the beginning stages of writing and recording, they offered up some early details in a series of interviews.

Radiohead have reconvened with longtime producer Nigel Godrich to start work on the follow-up of 2007’s In Rainbows. “It was very noisy and chaotic and really fun,” bassist Colin Greenwood told BBC’s 6 Music of the band’s recording session. “It’s at the stage where we’ve got the big Lego box out and we’ve tipped it out on the floor and we’re just looking at all the bits and thinking ‘What’s next?’ I’m very impressed and grateful for Nigel our producer and his ability to make it all sound vaguely plausible.”

Greenwood had some more vague details for NME.com, adding, “It’s really cool and everything is sounding great. It’s early days and it is a bit like having a scrapbook at the moment because everything is up in the air, but it’s good to be back in the studio.” Considering the recent report that the band was encouraged by their management to “split up” during the tumultuous recording of In Rainbows, we’re glad to hear that things thus far are going smoothly. While the band provided no specifics, one of the tracks that may get the studio treatment is “Super Collider,” which Radiohead premiered during concerts on their In Rainbows tour.

As for R.E.M., guitarist Peter Buck spoke to Pitchfork about the early stages of recording their follow-up to last year’s Accelerate. Buck and bassist Mike Mills recently entered a Portland, Oregon studio to record skeletal tracks that they written wrote touring behind their recent album in the hopes of making some music that would “excite Michael [Stipe] about getting inspired.” Unlike the stripped-down Accelerate, Buck says, “This record, I want it to be broader; I think Michael [Stipe] is into that. So there are some really pretty acoustic things, some really total noisy rock, and some kind of poppy stuff. It runs the gamut.” While Jackknife Lee will likely serve as producer again, Tucker Martine, who produced the Decemberists’ Hazards of Love helped Buck and Mills lay down the demos.


Efeito Placebo

Para depressão, anti-depressivo.
Para ansiedade, ansiolítico.
Para insônia, sonífero.
Para irritabilidade e impaciência eu tomo o quê?
Anti-rábica?

domingo, maio 10, 2009

Delicadeza

Ontem ganhei um lindo presente da Dani, que cria bolsas e acessórios sensacionais. Vale visitar o blog dela e encomendar ou saber onde comprar, se você mora em Belo Horizonte. Já até fiz um passeio com meu fusquinha!

quarta-feira, maio 06, 2009

O legado de Eddie Vedder (mais do mesmo)

Sempre que os dias de cão insistem em devastar meu sonho de uma rotina felina, penso na época em que as coisas eram mais fáceis. Não que fossem necessariamente melhores. Mas eu gosto de me recordar que um dos meus grandes amores da juventude foi o Eddie Vedder. Ele era perfeito quando eu tinha meus 15 - 16 anos: o cabelo mais lindo, a voz mais incrível, as camisas mais xadrezes...

Minha obsessão por ele era tamanha que um carinha, com quem ficava naquele contexto, um dia confessou que queria ser o Eddie Vedder, por quem eu realmente suspirava. Talvez a partir dali, eu tenha ficado mais afim do tal cara. Não foi para frente. Nem deveria, enfim. Durante anos achei engraçado o pobre mortal querer alcançar o Olimpo do grunge. No entanto hoje vejo que foi uma das declarações de amor mais bacanas que recebi. Possuo uma lista bem boa nesse sentido e diria que até agora, especialmente agora, tenho muita sorte no amor.

É o que me equilibra. O que acontece de melhor atualmente. Não fosse assim, os dias de cão seriam de espumar.


terça-feira, maio 05, 2009

Minha conversa com Thom Yorke

Sorry, periferia! Quem ficou na esperança de um autógrafo, de uma fotinho com Thom Yorke em sua temporada no Brasil deve contratar o meu personal Morfeu. Depois de me encontrar com David Bowie em Tóquio (e ele falar comigo em português), fui para Londres na madrugada de ontem bater um longo papo com Thom, em inglês (porque David fala todas as línguas quando eu adormeço). Digamos que acordei até cansada, com a sensação de que nenhum outro sonho paralelo estragou minha noite com meu vocalista/compositor/músico/letrista favorito. Rafa disse que trabalhei com sorriso no rosto.