domingo, abril 25, 2004

Anita não perde a chance


Alguém tem que ceder


E ontem vi dois filmes muito bons que tratam sobre mesmo tema: a sexualidade das mulheres de 50 anos.

Anita não perde a chance - em DVD - é uma produção espanhola. Conta a história de uma bilheteira que, após 34 anos no mesmo trabalho é obrigada a se aposentar porque o cinema irá se transformar numa Sala Multiplex. Mas ela não aceita o fato e passa a visitar as obras e nessas visitas fica amiga dos peões e vira amante de um deles. O melhor do filme está na metalinguagem e nas divagações de Anita sobre os freqüentadores de cinema. Claro que ela faz questão de lembrar à amiga mais jovem que um dia ela irá passar pelos mesmos conflitos.

Alguém tem que ceder - vi no cinema com o Alê - é bastante engraçado. A dupla Jack Nicholson e Diane Keaton (o roteiro foi escrito para ela) passa do ódio ao amor. Ele é um sessentão que nunca se casou e só namora mulheres com a metade da sua idade e ela já se casou, se separou e, do alto de seus cinqüenta e poucos anos, acha que a vida não lhe reservaria mais nada. No meio do triângulo está Keanu Reeves, um médico de 36 apaixonado por Erica (Diane Keaton). O interessante é mostrar como elas acham os homens velhos, que babam por gatinhas, uns ridículos e como eles acham essas mulheres duronas umas chatas. O final podia ter sido em Paris. Achei a última cena dispensável...

Depois da sessão, fomos comer pizza e tomar vinho. E cada um na sua cama. Tá eu admito que fim de semana sem dormir com meu bonitinho não tem a menor graça. Ces la vie...

Hoje ouvi dois CDs para minha próxima resenha: Arnaldo Antunes e Libertines. Falta ouvir The Vines, Air e Pedro Luís & Ney Matogrosso.

Mais tarde vou ao show da Maria Rita com a Marianinha.

That´s all folks.

Nenhum comentário:

Postar um comentário