sábado, setembro 10, 2011

Vai chegar a hora...

Vai chegar a hora que eu vou te esquecer.
Não me lembrarei mais do sabor do seu beijo.
Vou me esquecer do seu sorriso tímido.
Não me lembrarei mais de como era ouvir você dizendo que me achava linda.
Vai chegar a hora que eu não vou querer saber por onde você anda.
Não me importarei se o acaso nos levou ao mesmo lugar.
Você já não será a saudade que eu não gosto de ter.
Vai chegar a hora que nossa predileção por chocolate meio amargo, cinema, música e pelo mesmo time no futebol serão apenas mais um punhado de interseções que me ligam a tantas outras pessoas.
Pessoas mais importantes do que você foi.
Você simplesmente nem quis ser.
Eu que te trouxe para o meu mundo, pois queria te dedicar poesias escritas em post-its e deixar de presente em alguns lugares.
Para você se lembrar de mim.
Mas você me esqueceu rápido.
Você nem olhou para trás.
Eu ainda estava me lembrando de você.
Eu ainda puxava da memória nossas conversas meio sem sentido.
Eu me lembrava de como era bom acariciar o seu cabelo.
Na minha recordação você fechava os olhos. Você sorria com seu sorriso tímido.
Era eu que enrubescia naquele breve intervalo.
Era eu que me esquecia de quem eu era ao seu lado, só de sentir suas mãos entrelaçadas com as minhas.
Eu que me esquecia de que precisava também não ser tão eu.
Fui eu, fui sua e fui outra.
Te confundi.
Estou tentando me lembrar de mim. Aos poucos.
E vai chegar a hora que eu vou te esquecer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário