sexta-feira, setembro 09, 2011

Tomorrow is another day

Todo mundo tem um personagem de cinema para servir de alterego em determinados momentos. Eu tenho vários. Um deles, no entanto, nunca me abandona. Scarlett O' Hara. São delas frases como "amanhã vai ser outro dia", "amanhã eu penso nisso" e "nunca mais passarei fome". Mocinha épica, dramática, heroína...e eu arriscaria dizer que nasceu sob o signo de áries. Tudo bem que pode parecer devaneio, contudo se o alterego é meu, o roteiro também será.

Eu me lembro de Scarlett sempre que faço "algo errado". Um exemplo: beber além da conta. Amanhã, aquele dia sem ressaca, será definitivamente outro dia. E, com o estômago revirado, costumo sentenciar que nunca mais bebo tanto ou que nunca mais deixarei de me hidratar no processo e coisas do gênero. Diferentemente de Scarlett, essa é uma promessa não cumprida.

Decidi encarar então o lado diva quando eu sair da linha. Regra número um: checar com uma fonte confiável qual tipo de heleninha eu fui (alegre, sonolenta, chorona, agressiva). Regra número dois: não sofrer com o fato de ter sido um pouquinho inconveniente. Afinal, já aturei milhares de porres alheios levando super na esportiva. Se o estrago for grande, claro, o pedido de desculpas é imediato. E página virada, pois será um longa jornada sorvendo água, gatorade, coca-cola e todo milagre anti-ressaca que se anunciar. Regra número três: caprichar no visual. Sair de casa arrastando toda a lama da manguetown só irá piorar o olhar de inquisição daqueles que acordam dispostos e sãos em 80% de seus dias. Regra número quatro: rir de si mesmo por ter agido como adolescente bocó porque a vida é curta blábláblá. Regra número cinco: nada de rebater. Voltar o quanto antes para casa e dormir muito para receber feliz o tão aguardado o dia seguinte.

"Tomorrow is another day".

Esse é o mantra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário