segunda-feira, setembro 04, 2006

"Eu adoro falar sobre nada. É a única coisa que entendo" - Oscar Wilde

A frase que encerra o genial Café da Manhã em Plutão bem que poderia ser um banner padrão dos blogs. Por mais interessantes ou diferenciados que tentam ser, eles acabam sendo um tratado sobre o nada ou são simplesmente um de seus reflexos imediatos.

Basta digitar uma palavra no google para se achar todas as relações e significados que, depois de lidos, são esquecidos mais rápido que o tempo da busca. Não que o nada não seja importante. Ele é fundamental quando temos a ilusão de que tudo está às nossas mãos. E quer saber, ainda sinto falta do Seinfield, a melhor série sobre o nada.

Mas voltando ao filme, achei um dos melhores do Neil Jordan. Eu já havia adorado a linguagem dele em Traídos pelo Desejo. Cillian Murphy está impecável como o travesti que deixa a Irlanda para procurar a mãe em Londres.



Revi a emocionante Por Elise, do Espanca! que está em cartaz no Sesc Pompéia. O grupo apresenta, até o dia 17/09, Amores Surdos e vale a pena assistir. São atores e criadores de mão cheia. Foi um fim de semana bem agradável para compensar a semana que começa fria e cinza. Vou trabalhar no feriado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário