quarta-feira, maio 08, 2013

Pure Morning*

Gosto do café expresso. Mais ainda do seu sorriso instantâneo que me acompanha enquanto rodopio pela cozinha com meu ar de sabe-tudo.
Gosto do aroma que invade as nossas manhãs. Mais ainda de você interrompendo minha metodologia no preparo de uma torrada cheia de manteiga. Sim, há uma ciência neste prosaico afazer.
Você concorda, me beijando concorda.
E nós não lemos o jornal nesse dia. Não conseguimos nos importar, por algumas horas, com o mundo que não é o nosso: de sabores quentes, concentrados e doces.
E na nossa mesa há aquelas flores do campo, que você trouxe para mim noite passada.

*com o nome de uma música (Placebo) que me ocorreu, o rascunho num caderninho perdido recém resgatado e a inspiração que bateu no momento


2 comentários: