sexta-feira, junho 08, 2012

Das conversas de espelho

"Sempre é tarde quando se chora." Cayo Salústio Crispo, historiador romano

Estamos aqui de novo. Eu olhando para você com mágoa, raiva, decepção e medo. Esses seus rituais insanos que só sossegam quando machucam a pele e alma. Essa mania de me tirar do lugar do contentamento e me empurrar para o abismo.

Pois agora é ultimato. A vontade que eu tinha ontem era mesmo era de te matar, mas nós sabemos ser impossível. Vou acionar a Karma Police, te prender e torcer para a pena máxima. Você precisa me deixar em paz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário