terça-feira, dezembro 30, 2008

Adeus ano velho...

Decidi não fazer nenhum tipo de restrospectiva de 2008. Nada de eleger melhor filme, livro, disco ou momento. Não vou olhar para trás, ainda mais num ano como este que chega ao final daqui pouco mais de um dia. Mas fico feliz em saber que amigos realizaram sonhos: viajaram, conseguiram um emprego melhor, compraram um apartamento, casaram, tiveram filhos. São realizações que realmente importam, sobretudo quando acontecem com quem a gente quer bem.

Estou com o Alê no Rio de Janeiro, na casa dos amigos Patrícia e Arthur. Viajar no Réveillon, depois de anos em casa não dando a mínima para essa passagem, pode ser bacana. Apenas por fugir da rotina. Aquela ansiedade que a mudança no calendário traz não faz parte do meu folclore pessoal desde criança.

Então, fico contemplando a vista para o Cristo, sentindo a brisa que vem do mar. Já tomamos chopes, comemos bolinhos de bacalhau (contrariando minha reeducação alimentar que foi para o saco desde o natal), passeamos na Visconde de Pirajá, fomos trapaceados por um carioca que nos entregou um O Globo de domingo no lugar do de segunda (e quando sentamos para ler, nos demos conta de que estávamos a quadras da banca em meio a um mormaço terrível), aderimos ao chinelo por tempo quase indeterminado...

De terça (hoje) em diante vamos fazer programas mais leves. O primeiro dia tem um afã turístico, uma certa insanidade. O Rio, para o bem e para o mal, deixa todo mundo meio insano. Tudo é muito bonito, desleixado, extraordinário, caótico, caro e democrático. De modo que é preciso entrar numas de "em Roma como os romanos".

Enfim, esse meu último post de 2008 está meio divagante, quase com sono, meio desajeitado (sem mouse para ajudar na digitação e eu sou meio dependente dele, confesso), com o estômago cheio, com um tiquinho de cólica (atrapalhando minha praia) e a consciência pesada (não corri, como planejava, e tenho comido muita bobagem, como relatei). Essa sou eu. Posso me esforçar para ser melhor em 2009, como venho fazendo desde 1977.

Feliz ano novo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário