terça-feira, maio 13, 2008

Piripaque

Hoje faz dez dias que minha saúde vai mal. Começou com a febre no dia do aniversário da Mari (e por isso não pude ir ao sítio onde ela festejou). Depois de um batidão em São Paulo, fui parar no hospital. Achei que era dengue, mas era virose. O médico mandou eu ficar em repouso. Repouso enfiada em casa quando se tem muito trabalho é tortura. Repouso para mim é ir pra um lugar distante tipo alpes suíços. Enfim, o meu máximo foi colocar em dia alguns filmes que não havia visto no cinema, com o telefone tocando freneticamente. No domingo, aparentemente melhorei. Até que uma crise de labirintite me nocauteou. Ontem, mais uma vez, fui ao médico. Perdi minha aula de culinária e estou no meu limite porque desde sempre odeio remédio, termômetro, chazinho e o universo enfermo. Mais um post reivindicando uma vida menos ordinária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário