sábado, março 19, 2005



Festival News

E desde quinta eu, Aninha e Chileno somos pessoas-Cefar. Nesta temporada estamos mais no clima impossível: havainas para que te quero! Tudo porque o calor aqui está prejudicando o modelito gola rolê antes utilizado. O lado bom é que parecemos atrações do Fringe.

Como sempre, me divertido com as obervações intelectualóides de alguns críticos. Tem aquele espetáculo que você gostou, mas ele não. "Como assim, você gostou daquela leitura mal resolvida de Grotowisk?". E o ar de piedade para a "coitadinha que trabalha em televisão" de vez em quando fica mais do impregnado. Principalmente quando eu resolvo ser politicamente incorreta o suficiente para ligar para BH e perguntar quem é o líder do Big Brother. No entanto, os bafões de verdade me acham uma pessoa no mínimo curiosa. Eu e Aninha ficamos super amigas da Carmelinda Guimarães, que tem doutorado na área, dá aulas, está lançando livro sobre Antunes Filho, é amiga do Antônio Abujamra e não fica naquela competiçãozinha medíocre de quem sabe mais, quem conhece fulano ou beltrano e como a opinião desse jornalistazinho mudou o curso das artes cênicas sobretudo em São Paulo, o umbigo do mundo.

Além de Assistir a "Foi Carmen Miranda" de Antunes Filho e "A última viagem de Borges", do Sérgio Ferrara" ficamos amigos de um músico daqui, o Téo, que é casado com a Estrela Leminski (filha do Paulo). Hoje iremos curtir a noite curitibana com eles e, com certeza, falar de tudo, inclusive abobrinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário