terça-feira, janeiro 08, 2013

Dos nuncas, das tentativas e dos mesmos

Pelo menos uma vez por mês, farei algo que nunca fiz. Nada metódico, com data marcada. Não sou nenhum pouco rígida. Mas sinto a necessidade de não desperdiçar minha vida com a monotonia. Começou no dia três, quando me hospedei  numa dessas pousadinhas frequentadas essencialmente por casais em Macacos. Ouvi mais de um: "é só você mesmo?".  Na verdade, éramos muitos: o iPod carregado de músicas, o livro do Rubem Braga, pensamentos, projetos e intenções...A experiência alternou sentimentos e me despertou uma vontade. Se tudo der certo, quero passar uns dias com uma mochila nas costas, sem destino. Nunca é tarde para viajar pelo mundo, falar outra língua ou se apaixonar. Então, estou soltando essas amarras, outro nunca.

Ao mesmo tempo, eu "me desorganizando posso me organizar". Na curvinha da virada, coloquei em prática um diário escrito à mão há muito prometido. Listas também estão previstas. Arrumações de armários, documentos e gavetas - sempre um desafio - estão na fila. Tudo em seu momento. Ou melhor, em meu momento e movimento. Diferentemente de tudo que faço, será lento (porém atento). E na solidão da minha varanda, em noites de terça, que para mim são dias meio estranhos, enquanto penso em entrar num mar nunca navegado, rego as plantas secas por causa daquela correria que me fazia esquecer de tudo, principalmente de mim.

Sem contar os nuncas e as eternas tentativas, estou igual e diferente. Ainda coloco meu disquinho do Radiohead para tocar no fim de um dia de trabalho, com o bônus de não estar sentido exaustão, mas prazer.  E aquele velho trajeto permeado por ônibus vermelhos, de itinerários desconhecidos, mesmo com o engarrafamento, não me irrita mais. Fiz as pazes com o despertador e, no intervalo, leio, canto e observo detalhes do caminho. É a jornada que importa.




2 comentários:

  1. É a jornada que importa. Mais um belo texto. "ch-ch-chc-changes..."
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, queridíssimo! Saudades! Beijos

    ResponderExcluir