terça-feira, fevereiro 27, 2007

"Uma mulher de trinta anos tem atrativos irresistíveis. A mulher jovem tem muitas ilusões, muita inexperiência. Uma nos instrui, a outra quer tudo aprender e acredita ter dito tudo despindo o vestido. (...) Entre elas duas há a distância incomensurável que vai do previsto ao imprevisto, da força à fraqueza. A mulher de trinta anos satisfaz tudo, e a jovem, sob pena de não sê-lo, nada pode satisfazer".
Honoré de Balzac

Nunca li Balzac, mas chorei vendo a Costureirinha Chinesa mudando sua vida por conta dos livros dele. Um livro nunca mudou minha vida. Minha vida não daria um filme...Estou chegando na casa dos 30 querendo mais Prozac do que romances. Se bem que um pouquinho na vida real não me faria mal algum. Sigo com minhas rimas pobres e causas nada nobres. Hoje é terça. Não tem jeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário