quinta-feira, novembro 21, 2013

Dos questionamentos

A despeito de toda alegria recente, e da tão esperada paz que invadiu o coração, ouvia perguntas/ frases como:
- Você anda tão calada (por que?)
- Você não tem escrito (por que?)
- Você devia tirar umas férias (como?)
- Você devia deixar pra trás essa nova-velha descrença ("Is it getting better?Or do you feel the same? Will it make it easier on you now. You got someone to blame?")

Nem sempre há como responder às próprias perguntas.

2 comentários: