terça-feira, março 22, 2011

Mudança de Comportamento



(Para ler com trilha sonora)

A amiga disse numa mesa de bar. A terapeuta alertou na sessão. A cartomante leu no meu destino.

E eu fingi que não era comigo.

Como na música do Ira!, "aqui estou eu sozinha como o tempo". Porém não é a pausa que alguém tenha pedido. Eu mesma levantei a mão pedindo "altas". E ainda que meu temperamento e minha vida sejam pontuados pela urgência, não será dessa vez.

É tempo de reunir scrips para que sejam rasgados, um a um. Mas um novo roteiro dá trabalho, porque preciso me libertar dos padrões e perceber o que houve de (in) comum entre meus escolhidos até o momento: desde o que fez meu coração disparar pela primeira vez, quando eu tinha uns cinco anos de idade, até aquele com quem me casei e de quem me separei no ano passado.

E se a letra passa por "solidão me deixe forte. Talvez resolva meus problemas", minha vida também passa. E sem drama, choro ou vela, pois eles não cabem em mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário