quinta-feira, abril 08, 2010

Cazuza

O NOSSO AMOR A GENTE INVENTA

O teu amor é uma mentira
Que a minha vaidade quer

E o meu, poesia de cego
Você não pode ver

Não pode ver que no meu mundo
Um troço qualquer morreu
Num corte lento e profundo
Entre você e eu


O nosso amor a gente inventa
Pra se distrair
E quando acaba a gente pensa
Que ele nunca existiu


O nosso amor
A gente inventa
Inventa
O nosso amor
A gente inventa

Te ver não é mais tão bacana
Quanto a semana passada
Você nem arrumou a cama
Parece que fugiu de casa


Mas ficou tudo fora de lugar
Café sem açúcar, dança sem par
Você podia ao menos me contar
Uma história romântica


O nosso amor a gente inventa
Pra se distrair
E quando acaba a gente pensa
Que ele nunca existiu

O nosso amor
A gente inventa
Inventa
O nosso amor
A gente inventa


*Nem Chico, Gil, Caetano ou Ney...Meu cantor/compositor de MPB favorito ever é o Cazuza. Tem horas que eu até acho que ele é meu alterego e vice-versa. Também, ele nasceu dia 04 de abril e tudo que ele cantou eu sinto de uma maneira até assustadora. Hoje passei o dia me lembrando dessa música. E dessa outra:


EU QUERIA TER UMA BOMBA


Solidão a dois de dia
Faz calor, depois faz frio
Você diz "já foi" e eu concordo contigo
Você sai de perto, eu penso em suicídio
Mas no fundo eu nem ligo

Você sempre volta com as mesmas notícias
Eu queria ter uma bomba
Um flit paralisante qualquer
Pra poder me livrar
Do prático efeito
Das tuas frases feitas
Das tuas noites perfeitas

Solidão a dois de dia
Faz calor, depois faz frio
Você diz "já foi" e eu concordo contigo
Você sai de perto eu penso em suicídio
Mas no fundo eu nem ligo
Você sempre volta com as mesmas notícias
Eu queria ter uma bomba
Um flit paralisante qualquer
Pra poder te negar
Bem no último instante
Meu mundo que você não vê
Meu sonho que você não crê

2 comentários:

  1. Eu já era fã do Cazuza antes de saber o nome dele. Para mim era só Barão vermelho. Acho que isso tem tantos anos que me faz sentir até mais velho do que sou. Cazuza realmente é um tradutor de sentimentos.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza Fernando! E sempre tão atual que a gente nem tem que se sentir velho :) Beijos

    ResponderExcluir