quarta-feira, maio 23, 2007

Magri

Todo mundo caiu de pau quando aquele ex-ministro do Collor disse que "cachorro também é gente", mas hoje eu constatei que ele estava certo. Téti, meu gatinho, acordou sem fome, evacuou sangue e vomitou. Estava com febre ainda por cima. Na clínica me olhava com os olhinhos mais tristes do mundo enquanto tomava soro na veia, que como a minha é bailarina. A despeito do que muitos podem achar absurdo, ele é como um filho para mim. Hoje não consegui almoçar, nem me concentrar no trabalho porque eu não sei o que ele tem. Nesse dia cinza e frio, tudo o que eu queria era ver meu caramelinho brincando saudável. Ele, no entanto, passará a noite numa gaiola gelada em observação.

Um comentário:

  1. Rafael1:46 AM

    Oi Lud. Melhoras para o Téti. Mas é legal como frente a esses bichinhos não conseguimos ficar "imexíveis"...
    Beijo.

    ResponderExcluir