terça-feira, agosto 16, 2005

Toda segunda podia ser um feriado, como foi ontem. Fui ao Salão do Livro (o mais fraco de todos até agora. Tudo porque os estandes de auto-ajuda e livros religiosos estão dominando a área), almocei no Doca, tomei cerveja, dormi muito, vi o Que Coso, curta da Bete no Humberto Mauro, fui ao cinema de novo e depois Taninha. Deu para cansar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário