terça-feira, janeiro 08, 2008

Será que vai sobrar para o Oscar?

Cancelado, Globo de Ouro vira entrevista coletiva

Depois de muita confusão, agora é oficial: o Globo de Ouro subiu no telhado. A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, que organiza a premiação, e a rede NBC, que o transmite, decidiram transformar a tradicional festa no Beverly Hilton Hotel em uma entrevista à imprensa, na qual os vencedores de 25 categorias serão anunciados, sem tapete vermelho, trajes black-tie e apresentadores fazendo piadinhas.

A entrevista coletiva será realizada no mesmo hotel, na noite do próximo domingo, quando aconteceria a cerimônia de gala. Foi a solução encontrada pelos organizadores para tentar minimizar os efeitos do boicote do sindicato dos atores ao Globo de Ouro. Na sexta, a entidade anunciou que nenhum de seus indicados participaria do evento em apoio à greve dos roteiristas de Hollywood, que já dura mais de dois meses. Os próprios escritores haviam prometido um piquete na porta do Beverly Hilton durante o tapete vermelho.

Em comunicado no site do Globo de Ouro, Jorge Camara, o presidente da associação, lamentou: "Estamos todos muito decepcionados que nossa tradicional cerimônia de premiação não acontecerá neste ano e que milhões de espectadores ao redor do mundo não poderão ver seus astros favoritos celebrando suas excelentes conquistas de 2007 no cinema e na TV. Nos reconforta um pouco, entretanto, saber que os vencedores do Prêmio Globo de Ouro deste ano serão anunciados na data originalmente programada".

A rede NBC, segundo a imprensa americana, chegou a planejar um especial ao vivo, com a reação dos vencedores, direto das diversas celebrações organizadas pelos estúdios previstas para ocorrer no domingo no próprio Hilton. Seria uma forma de manter o tapete vermelho e a romaria de artistas, que chegariam para as festas pós-coletiva. Mas o plano foi refutado pelo sindicato dos roteiristas, que decidiu manter sua manifestação no Beverly Hilton, se as celebrações dos estúdios fossem confirmadas. Resultado: os próprios estúdios também cancelaram suas festas.

Muita coisa ainda será definida nos próximos dias, mas o que já está claro é que a união entre roteiristas e atores resultou numa enorme demonstração de força da classe artística de Hollywood. A segunda-feira foi ainda mais importante para os grevistas, pois, horas antes do cancelamento da cerimônia do Globo de Ouro, a United Artists anunciou um acordo com o sindicato dos roteiristas. Os detalhes não foram revelados, mas em tese foi atendida a demanda por uma fatia mais gorda dos lucros com as novas mídias. É o primeiro grande estúdio americano a ceder aos piqueteiros.

Escrito por Leonardo Cruz às 11h24 PM

2 comentários:

  1. Anônimo1:09 PM

    Que legal! Coisa de primeiro mundo. Imagina se fosse no brasil? Iam rir dos roteiristas, com certeza...

    Ah, amei o texto do Réééveillon. sua cara mesmo, tem certeza q não foi vc q escreveu?
    bjos, carol godoi

    ResponderExcluir
  2. Ei Carol! Feliz ano novo! Menina, greve aqui só cola de médico, motorista de ônibus...Uma vergonha! O texto do Reveióm é muito bom mesmo! Hehehe! Beijos

    ResponderExcluir